18 de janeiro de 2023

Propósito e sustentabilidade são critérios para consumidores priorizarem marcas

Bain & Company traz novo estudo que comenta o crescimento das marcas de varejo ao assumirem causas sociais e compromissos de sustentabilidade

A partir do momento que consumidores, varejistas e investidores se tornam mais conscientes, a demanda por produtos sustentáveis aumenta. Pensando nesse contexto, a pesquisa global Elementos de Valor, da Bain & Company, afirma que as empresas mais bem-sucedidas atendem às demandas do consumidor por qualidade e sustentabilidade. Neste estudo, 60 marcas são divididas em oito categorias de bens de consumo com o objetivo de revelar como os consumidores as percebem.

Dentre os assuntos relevantes às empresas estão: mensagem com propósito e a questão sustentável. Segundo o estudo, marcas com propósito pontuam melhor em sustentabilidade e oferecem três vezes mais elementos de valor como design, apelo sensorial ou produtos "premium". Além das empresas sustentáveis oferecerem mais elementos de valor, a intenção de compra aumenta nos casos desses negócios.

Ainda de acordo com os dados, para 14% dos consumidores, a consciência ambiental e social estão entre as prioridades para realizar uma compra, enquanto 27% classificam o planeta como a terceira prioridade para a compra – atrás somente da qualidade do produto e dos benefícios para a saúde. Sobre o que estão dispostos a pagar pelos produtos, 70% dos consumidores entrevistados dizem pagar um valor mais alto pela sustentabilidade (aproximadamente 10% a 25% mais).

A pesquisa ainda traça um perfil dos consumidores, afirmando que aqueles pertencentes a geração Z e os millennials são os mais sensíveis às questões ambientais, com maior tendência para consumo de marcas com propósito mais do que outras gerações.

Crescimento das marcas com parâmetros ESG

De acordo com as informações, entre 2019 e 2020, o número de novas empresas que adotaram os parâmetros ESG mais que dobrou. Hoje, 35% de todas as novas empresas de produtos de consumo têm uma missão ESG, correspondendo a um aumento de dez vezes desde 2005.

Outra pesquisa do Bain, desta vez em parceria com a Verlinvest, mostra que 71% dos fundadores das empresas mencionam uma barreira com relação a consumidores e distribuição, um dos grandes desafios de escala. Enquanto 62% mencionaram a cadeia de suprimentos e 24% mencionaram a organização. Ainda segundo o estudo, as marcas bem-sucedidas com propósito compartilham três características que as diferencia:

1. Preços de mercado de massa

Para empresas com preços de mercado de massa, os produtos remetem aos valores do consumidor convencional e são distribuídos em canais de massa, não apenas em meio de varejista de nicho.

2. Cadeia de abastecimento sustentável

Muitas das marcas sustentáveis que revolucionaram o setor, precisam reinventar a cadeia de suprimentos a fim de conseguir lidar com a escalabilidade.

3. Senso de propósito intransigente

Esse ponto diz respeito à participação dos clientes para trabalhar a missão da marca, independente da complexidade ou envolvimento.

Fonte: Exame

Tags:

ESG,

Sustentabilidade,

Mensagem com propósito

Notícias relacionadas

Fique por dentro de tudo o que rola no setor!

NOTICIAS

Entidades promovem encontros com pré-candidatos

30 de Junho de 2022
NOTICIAS

Governo Federal lança programa Recicla+ e o Plano Nacional de Resíduos Sólidos

14 de Abril de 2022
NOTICIAS

Engenheira queniana cria tijolos de plástico reciclado até 7 vezes mais fortes que concreto

16 de Dezembro de 2021
NOTICIAS

Pré-fabricado de concreto premia projetos complexos

15 de Dezembro de 2021
Ocorreu um erro. Este aplicativo pode não responder mais até ser recarregado. Recarregar 🗙